Primeiro Líder do NOVO na Câmara, Marcel realiza Grande Expediente sobre o trabalho da bancada em 2019

Assista ao Grande Expediente do deputado Marcel na Câmara dos Deputados
18 de dezembro de 2019
III Prêmio Boletim da Liberdade chega ao fim: conheça os vencedores
20 de dezembro de 2019

O deputado federal Marcel van Hattem (NOVO-RS) realizou seu primeiro Grande Expediente na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (18/12). Da tribuna, Marcel concedeu aparte aos sete colegas deputados do NOVO, que ajudaram a lembrar os desafios enfrentados durante o ano legislativo de 2019 e a atuação importante da bancada do partido. “Quero celebrar o primeiro ano da bancada do NOVO que está quase inteiramente presente no Plenário durante este Grande Expediente”, disse o deputado Marcel logo no início do seu discurso, antes de citar cada um dos colegas. “Chegamos a este Parlamento com muitas expectativas e representando a esperança de quase três milhões de brasileiros que votaram nos candidatos do Partido NOVO”.

O Grande Expediente ocorreu durante a última sessão de 2019 antes do recesso parlamentar e o Líder do NOVO na Câmara demonstrou sua satisfação com o trabalho exercido pela bancada estreante. “Mostramos ao povo brasileiro que viemos para fazer a diferença”, enalteceu. Como exemplo, Marcel citou a atuação incansável dos parlamentares da legenda para barrar o aumento do Fundo Eleitoral durante diversas sessões, inclusive fazendo o protocolo de um projeto de lei que extingue este fundo. “Lembro do deputado Vinícius Poit (NOVO-SP) se ‘acotovelando’ para fazer o protocolo do projeto logo no início do mandato”, disse o primeiro Líder do Partido NOVO na Câmara.

Deputado Marcel van Hattem realiza seu Grande Expediente

O deputado gaúcho fez um balanço do ano legislativo mencionando algumas matérias aprovadas contra a vontade do NOVO, como o Projeto de Lei de Abuso de Autoridade e o Fundo Eleitoral de R$ 2 bilhões para 2020, e de matérias que contaram com amplo apoio, como a Reforma da Previdência e a MP da Liberdade Econômica, aprovadas também por conta do trabalho árduo dos parlamentares da bancada do NOVO. “Desde 2013, quando despertou o gigante pátrio, vemos avanços e retrocessos, mas estamos vendo o Brasil mais próspero para novas ideias”, salientou.

O parlamentar mais votado do Rio Grande do Sul também mencionou os esforços para a economia do dinheiro público. “Demonstramos que é possível fazer mais com menos, como tem feito muito bem o governador Romeu Zema em Minas Gerais”. Marcel ainda ressaltou que a bancada do NOVO atuou sempre como um time e, como Líder, procurou sempre indicar o colega mais especializado em cada tema quando era chamado a expressar a opinião do NOVO. “Lembro-me da CCJ, nos acalorados debates, quando o nosso coveiro de leis ruins, Gilson Marques (NOVO-SC), atuou para que projetos ruins não fossem aprovados”, disse Marcel. Gilson pediu aparte para dizer “que o grande líder Marcel está marcado na história” e que também atuou como um “líder atrapalhador de coisas ruins”.

Citando o colega Alexis Fonteyne (NOVO-SP), Marcel mencionou o destaque da atuação parlamentar do deputado em defesa dos empreendedores, pois ele mesmo é um empreendedor que ‘começou de baixo’. Em seu aparte, Alexis indicou que o NOVO ainda tem muito tempo para trabalhar na diminuição do peso do Estado sobre os empreendedores. “Nossos valores estão alinhados com isso e queremos entregar um Brasil muito mais simples aos brasileiros”, disse.

Sobre a deputada Adriana Ventura (NOVO-SP), Marcel lembrou da importância de sua atuação contra a corrupção e a impunidade, também citando o trabalho da parlamentar para colher assinaturas que dão status de “urgente” ao projeto de lei do deputado Gilson Marques que muda o Código de Processo Penal e, caso aprovado, permitirá que condenados em segunda instância voltem a ser presos. O projeto foi apresentado após decisão contrária à prisão em segunda instância por 6 votos a 5 no Superior Tribunal Federal. Em seu aparte, Adriana agradeceu o trabalho de Marcel como líder e ressaltou o grande trabalho feito em 2019. “Gostaria de fazer um agradecimento público a sua coragem, competência e generosidade. Estamos juntos trazendo para esta Casa uma nova maneira de pensar. Agradeço a todos os colegas pela cumplicidade e pelo apoio. Tenho muito orgulho de fazer parte dessa bancada que terá no próximo ano algumas batalhas, como o fim do Foro Privilegiado e a prisão em segunda instância”.

Foto: Tallez Kunzler

O deputado Vinícius Poit (NOVO-SP) também foi lembrado por Marcel como alguém que defende as soluções de mercado como melhores do que as soluções públicas, inclusive pelo trabalho com novas tecnologias, um dos focos do mandato de Poit. Respondendo ao que foi dito por Marcel, Poit agradeceu e disse que todos os deputados do NOVO carregam no peito o nome do time, não o próprio nome atrás da camisa. “Esse ano foi um ano de dar resultado, de mostrar protagonismo, como na Reforma da Previdência, na questão do governo digital. Precisamos resolver os 12 milhões de desempregados e a maioria destes empregos serão criados pelos pequenos empreendedores”, salientou. Sobre Marcel,  ele disse que foi um “líder inspirador que deu espaço para cada um de nós”. “Você é um homem de coragem, Marcel”, disse Poit antes de terminar seu aparte.

O deputado Tiago Mitraud (NOVO-MG) foi citado por Marcel como alguém que trabalhou muito pelo Novo Marco Regulatório do Saneamento Básico e também para demonstrar que as ideias liberais são muito úteis aos mais pobres. Em seu aparte, Mitraud, que foi vice-líder em 2019, mencionou que o NOVO “não poderia ter uma pessoa melhor para liderar este trabalho”.

Sobre o colega Paulo Ganime (NOVO-RJ), o deputado Marcel fez o anúncio de que ele será o novo Líder do Partido NOVO a partir de fevereiro de 2020. “Não tenho dúvida alguma de que o Paulo Ganime fará um excelente mandato à frente da liderança do NOVO”. Ganime agradeceu e disse que continuará o trabalho e dará continuidade ao excelente trabalho que vem sendo feito. “Substituir da sua envergadura e capacidade é uma honra e orgulho. Será um grande desafio e agradeço aos colegas que me deram a honra deste papel em 2020. Espero que o ano que vem seja ainda melhor para o NOVO e principalmente para o Brasil”, salientou.

Antes de encerrar o seu Grande Expediente, Marcel salientou que pretende ter menos poder do que quando chegou a Brasília como deputado eleito. “Estamos representando milhões de brasileiros e queremos devolver poder ao cidadão. Nenhum de nós imaginava estar na Câmara dos Deputados, mas agora estamos. Queremos encerrar o nosso período na Câmara dos Deputados tendo menos poder do que tínhamos quando chegamos em fevereiro de 2019. Sucesso para todos nós”, finalizou.

Os comentários estão encerrados.