Marcel van Hattem participa de comissões temáticas na Câmara

Empreendedores de Passo Fundo relatam dificuldades: “O governador praticamente decide qual empresa sobrevive ou não”
11 de março de 2021
O assassinato da Lava Jato: querem reescrever a história | Programa Direto ao Ponto
12 de março de 2021

O deputado federal Marcel van Hattem (NOVO-RS) inicia a participação em três comissões temáticas na Câmara dos Deputados nesta semana. A primeira, Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, da qual o parlamentar gaúcho é membro titular, foi instalada na quarta-feira (10) pela manhã no Plenário 7 da Câmara dos Deputados.

Hoje pela manhã houve a instalação de outra comissão, no Plenário 6, em que Marcel também é membro titular: a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime organizado. Amanhã, no Plenário 7, haverá a instalação da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional. Marcel também será membro titular.

“Durante o ano de 2020, nós da bancada do Novo na Câmara dos Deputados fizemos cobranças para o retorno das comissões. Agora é o momento de trabalhar. Mesmo com a pandemia o país não pode parar, e isso vale para os parlamentares aqui em Brasília”, destacou Marcel.

Em 2020 Marcel van Hattem cobrou o retorno da Comissões na Câmara dos Deputados.

Nas comissões abordam-se dados, antecedentes, circunstâncias e conveniência de um projeto. Com reuniões semanais, os deputados componentes manifestam opiniões com intuito de contribuir à elaboração de pareceres preparados pela Comissão, que orientam posteriormente o Plenário na apreciação da matéria em questão.

Em 2019 Marcel participou de duas das comissões

Em 2019, como líder da Bancada do Novo na Câmara, Marcel foi membro titular das Comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional e Fiscalização Financeira e Controle. O parlamentar gaúcho é graduado em Relações Internacionais com pós-graduação em Direito, Economia e Democracia Constitucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e mestrado em Ciência Política pela Universidade de Leiden e em Jornalismo, Mídia e Globalização pelas Universidades de Aarhus, na Dinamarca, e de Amsterdã, na Holanda.

Os comentários estão encerrados.