Marcel participa de debate sobre combate à pandemia e à crise financeira no Vale dos Sinos

Deputado Marcel participa do programa Os Pingos nos Is e fala sobre o PL que prevê pena em dobro para crimes de corrupção durante a pandemia
1 de julho de 2020
Deputado Marcel van Hattem e o empreendedor Diego Biondo conversam sobre a dificuldade do empreendedor gaúcho durante a pandemia
2 de julho de 2020

O deputado federal Marcel van Hattem (NOVO-RS) participou, na tarde desta quinta-feira, 02/07, participou de reunião online com deputados federais, estaduais e prefeitos da Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos. A pauta foram os protocolos de segurança e de combate à pandemia da COVID-19 e à crise econômica que o vírus trouxe.

Participaram da reunião virtual os deputados federais Marcel van Hattem (NOVO-RS) Lucas Redecker (PSDB-RS) e Giovani Feltes (MDB-RS), o Presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul Ernani Polo e os deputados estaduais Fabio Ostermann (NOVO-RS), Issur Koch (PP-RS), Tiago Simon (MDB-RS) e Thiago Duarte (DEM-RS), Tânia Terezinha da Silva, prefeita de Dois Irmãos e presidente da Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos, além dos prefeitos Luciano Orsi (PDT) de Campo Bom, e Martin Kalkmann (PP) de Ivoti.

Reunião foi realizada por videoconferência. Foto: Reprodução

O tema principal, abordado por todos que se manifestaram, foi a necessidade de um depuramento maior dos critérios de análise dos protocolos de distanciamento controlado adotado pelo governo estadual. Alguns prefeitos citaram o fato de haver a necessidade de análise mais focada dos critérios e dados, para que as cidades não sejam penalizadas. Ter um atendimento individualizado mesmo no comércio não essencial, limitação de atendimento individual nos estabelecimento foram algumas sugestões trazidas pelos executivos municipais. Para eles, está-se penalizando um setor que não é o responsável pelo aumento no número de casos, no caso, o comércio e a indústria. Os mandatários alegaram que nos postos de trabalho há mais protocolos de cuidado do que em casa, onde as pessoas recebem visitas, há aglomeração de pessoas, etc. Por fim, os prefeitos reclamaram que não são consultados sobre a tomada de decisão quantos aos critérios e protocolos do distanciamento controlado por bandeiras. Citaram que ficam sabendo apenas pela live transmitida pelo Palácio Piratini.

Para o deputado federal Marcel, a decisão do STF deixou pouco trabalho legislativo nas mãos de parlamentares nesse momento de pandemia. “São importantes reuniões como essa para ouvir os municípios. O governador já voltou atrás em algumas medidas. Talvez pela nossa interlocução possamos trazer mais elementos para futuras decisões. A situação no Vale do Sinos está preocupante sob bandeira vermelha. A gente sente na pele quando somos questionados pelas pessoas sobre o que podemos fazer para ajudar nessa situação. Nesse momento, nossa maior arma é o diálogo, já que nos tiraram o poder de legislar, deram ao poder executivo estadual e municipal”, opinou.

Por fim, o presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP-RS), disse que o momento pede equilíbrio. “Parece que virou um jogo de torcida, quanto melhor, pior. Infelizmente, algo que afeta vidas, pessoas, empregos, virou jogo político. Temos realizado um fórum de combate à crise, que já vai para sua 13ª reunião. Não é possível afirmar sobre o futuro como total convicção, devido às incertezas sobre a doença. Medidas restritivas não são a solução em si, trabalhar não pode ser sinônimo de contaminar-se. Os estabelecimentos vêm adotando uma série de protocolos de segurança. O que está faltando é um trabalho conjunto, inter-institucional. Aí sim vamos estar ajundando a combater o vírus e passar por essa pandemia com o menos impacto possível”, pontuou.

Leo
Leo

Os comentários estão encerrados.