Marcel e colegas de bancada do NOVO são recebidos pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque

Deputado Marcel comparece à solenidade de entrega da primeira fase das obras do Aeroporto Internacional Salgado Filho
19 de novembro de 2019
Aprovada na CCJ PEC para garantir PRISÃO para condenados em segunda instância!!! Vitória do Brasil!!!
20 de novembro de 2019

Nesta quarta-feira (20/11), o deputado Marcel van Hattem (NOVO-RS) e cinco colegas de bancada do Partido NOVO na Câmara dos Deputados participaram de reunião com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. O encontro ocorreu no Ministério de Minas e Energia (MME) a pedido dos parlamentares da legenda, que buscam mais informações sobre temas tratados no Parlamento, como a Nova Lei do Gás  e a capitalização da Eletrobras. Oportunidades no setor mineral e a situação das barragens no Brasil também entraram na pauta.

De acordo com o deputado Marcel, líder da bancada do Partido NOVO, o mercado energético no Brasil precisa ser revisado. “O Brasil produz, atualmente, um volume de gás natural maior que o da Bolívia. A Nova Lei do Gás precisa ser aprovada para abrir novas oportunidades para negócios no setor, gerando mais competitividade, investimentos e melhores preços para os consumidores”, exemplificou.

Bancada do NOVO foi recebida pelo ministro Bento Albuquerque

Os parlamentares discutiram, ainda, outra agenda comum: a venda direta de etanol. Recentemente a Comissão de Minas e Energia da Câmara aprovou proposta que susta norma da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para permitir aos produtores de etanol vender o produto diretamente para os postos de combustível. O NOVO é favorável à venda direta, mas acredita que existe uma solução mais adequada, que dê mais segurança para os investidores.

Os parlamentares apresentaram ainda suas preocupações com a segurança das barragens no Brasil, especialmente os dois deputados representantes do estado de Minas Gerais. O ministro explicou que a maior parte do problema está no passivo do modelo antigo de tecnologia de barragem, de 50 anos atrás. Segundo Bento Albuquerque, o MME está investindo junto com a Agência Nacional de Mineração (ANM) em tecnologia para uma fiscalização mais intensa, para alerta e ação ostensiva quando há possibilidade de rompimento das barragens antigas. Ele ainda mencionou o plano de acabar com as barragens de construção à montante, como a que causou a tragédia de Brumadinho (MG), até 2027.

Deputado Marcel e os colegas do NOVO reuniram-se com o ministro Bento Albuquerque

Além do deputado Marcel van Hattem (NOVO-RS) e do ministro Bento Albuquerque e sua assessoria, participaram da reunião os deputados federais Alexis Fonteyne e Vinícius Poit (NOVO-SP); Lucas Gonzalez e Tiago Mitraud (NOVO-MG); e Paulo Ganime (NOVO-RJ).

Os comentários estão encerrados.