Gabinete do deputado federal Marcel van Hattem apresenta resultados do processo seletivo para destinação de emendas individuais na área da Saúde em 2020

By 17 de fevereiro de 2020Noticias

Após um processo seletivo que envolveu a análise de 500 projetos para a área da Saúde, o gabinete do deputado federal Marcel van Hattem (NOVO-RS) chegou ao resultado final para a definição dos hospitais e municípios contemplados para receber emendas parlamentares individuais impositivas no ano de 2020. O inovador processo proposto pelo deputado mais votado do Rio Grande do Sul teve, em sua primeira edição, projetos vindos de 245 municípios, o equivalente a 49% das cidades gaúchas.

Confira aqui o relatório final com o resultado do processo seletivo para a área da saúde (hospitais e municípios)

Após uma criteriosa análise, 29 hospitais e 28 prefeituras tiveram suas propostas escolhidas, o que significa que um total de 51 municípios receberão verbas indicadas pelo deputado Marcel van Hattem para executarem projetos essenciais para a melhoria da saúde dos gaúchos. Somados os valores de todas as indicações, o deputado Marcel enviará R$ 7,97 milhões em emendas para atender a projetos nesta área.

Assim como nas demais atividades do mandato, Marcel decidiu observar critérios técnicos e que beneficiem de maneira decisiva os cidadãos que pagam impostos e precisam obter melhores serviços básicos. “Realizar este processo seletivo deu muito trabalho, mas valeu a pena. Cheguei a Brasília propondo realizar uma política que tem o mérito e a gestão como guia e, para isso, fazer uma destinação objetiva dos recursos públicos é uma forma de colocar em prática o que defendo”, explica Marcel.

>> Live de anúncio do resultado do processo seletivo para a destinação de emendas parlamentares individuais do gabinete do deputado Marcel van Hattem
>> Vídeo de anúncio do processo seletivo para emendas para a área da Saúde

Hospitais

Para a seleção dos projetos submetidos por hospitais, o deputado Marcel definiu com a sua assessoria que além de excelência na gestão da entidade e de uma descrição cuidadosa da execução do que foi proposto, o número de possíveis beneficiários seria um diferencial importante. “Privilegiamos as entidades com um escopo geográfico de atendimento mais abrangente”, explica Marcel. Outro critério pontuado como decisivo por Marcel e sua equipe foi a inovação sugerida na descrição do projeto. “Quem apresentou projetos visando a redução de custos fixos por meio da modernização do uso e consumo de energia elétrica na sua instituição também teve destaque dentre tantas boas propostas”, indica Marcel.

Municípios

Quanto aos projetos executados por municípios, o gabinete do deputado Marcel verificou se o projeto apresentado cumpria os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde para recebimento dos recursos e a qualidade dos indicadores de gestão apresentados. Foi estabelecido um ponto de corte, com base em indicadores de gestão, que definiu se o município estaria apto ou não a receber os recursos. Como regra foram excluídos desta etapa municípios já contemplados por meio de recursos destinados a hospitais, garantindo recursos também a pequenos municípios para custeio da saúde.

Leave a Reply